Histórico das Fraternidades

Desde o início, em 1940, as Fraternidades do Espaço desempenham papel importante na organização e funcionamento da FEESP, concorrendo cada uma com seu contributo espiritual e dentro de suas próprias especializações de trabalho, para a grande expansão que a Casa (Federação Espírita do Estado de São Paulo) demonstrou até atingir o ponto de alto relevo social e doutrinário observado até 1967.

Influíam na segurança, na manutenção e na ordem, na proteção dos dirigentes, trabalhadores, na orientação de cursos e escolas implantados nesse período e nos atendimentos públicos para curas materiais e espirituais quando, então, somavam milhares de membros que estendiam seus acampamentos no Espaço, nas proximidades da Casa e suas dependências.

Nos dias de crise, quando a Casa se via ameaçada por multidões de entidades maléficas que tentavam amedrontar e criar embaraços ao fluxo considerável de freqüentadores e necessitados, avultava grandemente o concurso dos Cruzados bastando, muitas vezes, a presença de dois ou três deles, montados em seus corcéis de guerra, para que essa multidão trevosa abandonasse o local e deixasse área limpa e livre.

A segunda fraternidade que registramos foi justamente a já cidada do Santo Sepulcro, cujos membros não passavam de doze. A terceira foi a Fraternidade do Trevo, cujo venerável é Razin, o irmão maior que, também, desde o início, vem prestando grande ajuda; seus membros especializam-se em trabalhos mentais e tarefas direcionais.

A partir desta última e segundo as necessidades do próprio desenvolvimento de atividades da Casa, várias outras foram, com o tempo, se apresentando e sendo anotadas; foram dezenas delas.

Em 1967, houve dispersão de várias delas mas, a partir de 1973, foram se reunindo novamente em torno da Aliança Espírita Evangélica como preciosos elementos de proteção e auxílio, sobretudo, por se tratar de uma instituição de natureza essencialmente religiosa, dedicada à formação de Servidores e Discípulos do Evangelho, através da Reforma Íntima compulsória, imprimida aos seus programas desde sua criação em 1950 e outras valiosas atividades.

Vivência do Espiritismo Religioso – Editora Aliança

Esse post foi publicado em As Fraternidades e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.