Aos Médiuns

Bênçãos do Senhor se derramam inesgotavelmente sobre todos os seus obreiros.

Tende bom ânimo. Não vos deixeis desanimar pelas passageiras dificuldades que vos assoberbam atualmente, e pelas inevitáveis quedas que sofreis.

Não vos faltará jamais auxílio para superardes o que atualmente vos aflige, ou seja, o ambiente pesado aos vossos vôos espirituais.

Tudo isto é o fruto amargo dos séculos infindáveis atravessados pela humanidade cega em busca das sensações e deleites inferiores, surda aos apelos do Alto, e incapaz de apreender o sentido real da Vida.

Porém, irmãos queridos, não vos coloqueis à margem da responsabilidade que pesa sobre a população do orbe, e não digais: “Tenho dificuldades em trabalhar e seguir ao Cristo porque este plano não é favorável aos meus propósitos de ascensão”. Não o façais, porque a responsabilidade pelo estado vibratório penoso e inferior do orbe cabe a todos, indistintivamente. Todos semeastes no passado o erro e a intransigência, a revolta e os sentimentos inferiores, as paixões escravizantes e os vícios de toda sorte, o egoísmo e a indiferença, perante o sofrimento e a dor do próximo.

Seja-vos portanto esta lembrança, de alguma sorte, útil no sentido de vos tornardes mais compreensivos e fraternos, e não acuseis intransigentemente o ambiente em que vos demorais e as vibrações contrárias que vos atingem. Lembrai-vos de que colaborastes, e ainda colaborais nos vossos momentos de fraqueza, para o adensamento da aura do globo, e também que ainda ontem estáveis entre a turba que crucificava e crucifica o Cristo a cada dia, em cada oportunidade que surge.

Ramatís

Na Seara do Evangelho – Editora Aliança

Esse post foi publicado em Educação Mediúnica e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.