Fraternidade da Lei Áurea

Como desde todos os tempos até hoje, a Seara é grande, e os seareiros, poucos. Por isso os líderes das Fraternidades estão sempre aumentando o número de colaboradores na tarefa da evangelização do ser humano. Ismael está constantemente preparando novos companheiros. Assim é que, em 1967, tomamos contato com o Grupo denominado Fraternidade da Lei Áurea, composta por aqueles que, ainda na Terra, já lutavam pela libertação do seu semelhante, como José do Patrocínio, Isabel de Bragança, Anália Franco, Cruz e Souza, Gonçalves Dias e muitos outros, todos compromissados na Evangelização do povo brasileiro, na conquista da Paz como bem maior.

Na semeadura da humildade e do amor ao próximo, seguindo fielmente as orientações de Ismael, recebem constantemente a assistência dos Cruzados em seus empreendimentos, usando as armas da Boa Vontade, da Paciência e da Compreensão.

Arrebatam as criaturas escravizadas à viciação e à violência, encaminhando-as para a liberdade, esta que só se faz presente nos corações que vivem a verdade e com a consciência do bem.

Esta fraternidade se subdivide em grupos, cada qual com a sua tarefa, com seu emblema, com a dignidade e a dedicação próprias dos discípulos fiéis.

“Busquemos a Verdade e a Verdade nos libertará”.

Notas:

*Segundo Edgard Armond, no opúsculo Fraternidades do Espaço, reproduzido no livro Vivência do Espiritismo Religioso, Rui Barbosa, Duque de Caxias, Humberto de Campos e Cairbar Schutel também participam deste Grupo.

*Desde 1940 a Fraternidade dos Cruzados atendeu e colaborou nas necessidades de assistência e segurança das atividades da Federação Espírita do Estado de São Paulo e que também se desdobraram em especial na Aliança Espírita Evangélicca e no Setor III da Fraternidade dos Discípulos de Jesus.

Martha Gallego Thomaz, Histórias das Fraternidades – Frat. Assistencial Esperança

Esse post foi publicado em As Fraternidades e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.