Elucidações sobre a Prece III

A oração também pode ser mobilizada como um recurso positivo de segurança e defesa do corpo físico?

A oração, embora constitua uma atitude de sublimação espiritual, não pode livrar o homem das agressões e hostilidades dos malfeitores do vosso mundo. Inúmeras criaturas de vida santificada foram trucidadas no momento que proferiam a mais fervorosa prece. Paulo foi decapitado quando orava; os mártires do Cristianismo sofreram o massacre mortal das feras dos romanos, enquanto interligavam-se pela força emotiva da prece e dos cânticos excelsos de renúncia à vida humana. Jesus, o Divino Amigo, enquanto os algozes lhe perfuravam as carnes com os espinhos e os cravos do martírio, comungava na mais elevada prece de amor ao Pai; Giordano Bruno, João Huss, Joana D’Arc e outros, apesar de suas rogativas fervorosas a Deus, não puderam livrar-se das chamas que lhes torravam as carnes no suplício das fogueiras.

Embora a prece seja um admirável processo de dinamização das forças angélicas do espírito imortal, não pode imunizar o homem contra os efeitos ofensivos e destrutivos das leis que estejam vigorando no mundo material. Nem mesmo Jesus violentou tal princípio, pois deixou esclarecido que ele não viera ao mundo material perturbar suas leis comuns. Aliás, se isso fosse possível, então o ser humano só se devotaria à prece pelo interesse de proteger seu corpo físico. No entanto, desde o berço, ele cuida de proteger-se contra as intempéries e demais hostilidades do meio onde renasce por determinação cármica. Cumpre-lhe sobreviver na carne a maior cota de tempo possível, a fim de melhor purificar a sua consciência espiritual, devendo, portanto, zelar pela saúde do seu corpo.

A oração catalisa as reservas espirituais do homem, assim como o imuniza contra a interferência dos “maus” espíritos e dos pensamentos daninhos. Em consequência, a harmonia espiritual que é ensejada pela prece também proporciona ao corpo carnal melhores condições de equilíbrio nervoso e harmonia fisiológica.

Hercílio Maes pelo Espírito Ramatís, Elucidações do Além – Editora do Conhecimento 

Anúncios
Esse post foi publicado em Sobre as Preces e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.