Disciplina e Desleixo

Na Doutrina Espírita, a área mediúnica não pode ser descuidada, pois, ela é o sistema único de comunicação com os que já passaram para o mundo espiritual. É de interesse geral no Espiritismo que se discipline a mediunidade, para servir com eficiência à comunicação com os benfeitores da Espiritualidade. E isto pode e deve ser feito antes que o candidato exercite qualquer atividade nas organizações espíritas, com a indicação de livros que possam lhe dar orientações certas, dignas de um homem em Cristo.

Somente depois de trabalhar no mais profundo sistema de caridade, corrigindo alguns desvios morais, que escapam a uma análise antes de compreender os preceitos da Doutrina dos Espíritos, é que estará o médium preparado para exercer as faculdades que tem afloradas, ou que estejam aflorando. Aí surgirá na sua mente como aplicar conscientemente suas faculdades espirituais em benefício do próximo, não deixando que a sua mediunidade despenque no abismo do comércio.

A indolência para com as faculdades torna o médium dependente das sombras, que o inspira para os caminhos das paixões inferiores, sem que o perceba. Depois que o tempo assinalar o arrependimento, a consciência passará a cobrar o preço de conformidade com o seu plantio. A indolência do médium soma desastres nas vidas sucessivas.

Mediunidade é renúncia das coisas materiais e das inferioridades. Estude com interesse a si mesmo e veja o que tem de fazer em seu próprio benefício, dando glórias a Deus, por ter entendido o trabalho de reforma na intimidade do ser e já estar dando outro ritmo aos seus sentimentos.

Aplique a ordem na sua vida, para que a sua vida entregue harmonia à consciência e ela determine ao coração que aprimore todos os sentimentos. Da ordem que se esforçar na conquista, gera-se o progresso, e o progresso acende as luzes na vida da consciência. Conhecer a verdade não é só decorar os seus preceitos; é, sim, vivê-los para que nos tornemos um todo de amor. O desmazelo dos dons espirituais desorganiza a mente e ela fica incapacitada de ordenar o bem por todos os centros de sensibilidade espiritual.

Se você está sendo chamado para se instruir, é porque foi escolhido para se educar e, na organização espírita onde se instalou a codificação, existem os meios mais apropriados em direcionar a vida de um medianeiro para Jesus, que busca a luz de Deus no centro da vida.

Se deseja subir, discipline-se;
Se quer entregar a sua vida à caridade, discipline-se;
Se pretende amar, discipline-se;
Porque a ordem é força propulsora de equilíbrio no reino da vida imortal, que nunca esquece a comunhão com Jesus.
A mediunidade no serviço da fraternidade é divina.

O bom médium saiu a semear na lavoura do bem, onde uma semente caiu, notando-se a floração que carrega consigo o perfume de Deus.

Preocupe-se em se instruir, mas antes, busque se educar em todas as funções a que se empenhar, pois o instrumento mediúnico disciplinado tem a simpatia dos Espíritos superiores e isso é bom, para a sua garantia na difícil caminhada de doação constante, onde os tropeços são abundantes e os inimigos gratuitos são muitos.

Mesmo que sofra no exercício do amor, prossiga;
Mesmo que receba pedradas, fazendo a caridade, prossiga;
Mesmo que seja incompreendido nas renúncias cristãs, prossiga, que a vitória com Jesus pode parecer derrota no mundo, mas é glória com Deus.

João Nunes Maia pelo Espírito Miramez, Plenitude Mediúnica – Ed. Fonte Viva

Esse post foi publicado em Educação Mediúnica e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.