Mantras

Os mantras são auto sugestões alciôneas, capazes de nos tirar do caos, dando-nos momentos de felicidade e abrindo caminhos para que possamos nos libertar dos fustigantes pensamentos de inferioridade. O esoterismo, tanto quanto o ocultismo em geral, nos ensina a repetição de palavras que eles enumeram como sendo sagradas. São frases lapidadas com a mais completa harmonia, cujo som desperta em nós certo interesse pelo assunto. E ainda mais, são pensamentos positivos, de ânimo, de entusiasmo, de alegria, de prazer.

Todo o Evangelho do Cristo são mantras divinos, preparados por Jesus, para a felicidade dos homens. Eis por que a linha cristã, dedilhada por Lutero, faz maravilhas dentro da crença, desentulha a dúvida do candidato e obriga-o a decorar todos os versículos. Sugestionado pelos mais velhos, ele, o iniciante, acaba se auto sugestionando com a cadência deslumbrante da musicalidade da Boa Nova do reino, modificando o seu sistema de vida, ampliando seu conceito de moral e reagindo completamente no tocante ao seu próprio corpo físico, de maneira que a mente comande, com vantagens, todas as ordens e processe meios de paz, desde o corpo espiritual até o físico. As glândulas se empenham em serviços renovados, entregando, através do sangue, elementos aos pontos chaves do corpo, em completa estratégia para o equilíbrio de todo o organismo. Isso, na verdade, vos dizemos, é serviço da fé.

Os exercícios espirituais de Inácio de Loiola capacitavam-no para grandes coisas, como também a seus comandados. Repetiam tanto determinados conceitos, que acabavam crendo naquilo que impunham a si mesmos.

A criancinha de berço, quando pronuncia as palavras papai e mamãe, já ouviu esses sons inúmeras vezes e os tem como sons sagrados em sua vida, pois são mantras de segurança, de vida, de amor e de carinho.

Por que não alimentarmos ideias afáveis, conexas ao amor? Por que não nutrirmos pensamentos bem soantes, coerentes com a caridade? Por que não fortalecermos emoções amoráveis, dimensionadas com o perdão?

Companheiro, se estais sujeito ao por quê, se não experimentastes, ainda, o estímulo mencionado e careceis de uma ajuda, é o que estamos tentando. Começai hoje. Pensai agora na dinâmica de alegria e fazei chover esse estado de alma em sua mente. Esforçai-vos e senti a alegria invadir vosso ser e, depois ela surgirá, ampliada, nos corredores da espontaneidade.

Vejamos um mantra que ficou famoso pela sua composição sábia e pelo valor do seu sentido na vida dos que sofrem: “Hei de vencer”. Colocando esta frase na mente, sem hesitar, ela faz milagres, porque não só encoraja a alma nas lutas diárias, como estimula reações químicas no corpo físico.

A hipnose se processa por mantras. O comércio, a política, a filosofia, a religião, etc., tudo isso tem vida por causa da repetição. É certo que devemos nos livrar do fanatismo, que não condiz com o bom senso. O uso dos mantras é uma ciência, e toda ciência bem aplicada tem seus métodos.

A prece não é mais nem menos que um mantra poderoso que nos alivia, predispondo-nos às lutas, ou até ao sacrifício. O “fora da caridade, não há salvação” tornou-se um mantra que faz o espírita se desdobrar no serviço assistencial. A reencarnação é um mantra de verdade, que estimula o encarnado a ter mais esperança, pois prova que ninguém morre. Tomamos corpos como vestimos roupas.

A fé é um mantra poderosíssimo. De acordo com o grau que se a possui, levanta os caídos, cura enfermos e transforma a água suja da nossa vida em vinho celestial de virtudes evangélicas.

Ao deitardes, deixai em vossa mente, antes do sono, palavras de conforto, de ânimo, de fé e de alegria. E ao acordardes, fazei o mesmo. Durante o dia, nunca deveis esquecer a atitude daquele que quer sempre vencer. Vós mesmos podeis compor o vosso mantra, sem que nele mencioneis coisas negativas. “Sou feliz e alegre porque tenho amor”, eis uma amostra para que dela possais partir para outros da mesma consonância.

João Nunes Maia ditado pelo Espírito Miramez – Horizontes da Mente

Anúncios
Esse post foi publicado em Sobre as Preces e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.